Esperando pelo fim de semana

Há um movimento crescente pró fim de semana.   As pessoas começam a semana lastimando o infortúnio de ser segunda-feira. Passam o dia pensando em como fazer para que termine rápido.

Assim prossegue a semana, e a cada dia a contagem regressiva é o que motiva milhares de pessoas a realizar suas tarefas, cumprir seus compromissos.

Algumas profissões por suas características, maus salários ou situações irregulares, podem ser prejudiciais à saúde e causar frustração e  depressão,  aumentando a ansiedade.    Alguns exemplos: professores, caixas, enfermeiros, encarregados de limpeza.

Essa ansiedade,  e por vezes a depressão, leva o individuo a desejar que o dia passe voando, a semana passe depressa e o mês termine rápido.  Só não se da conta que com o tempo se passa a vida.

A vida que deveria ser plenamente vivida fica restrita aos fim de semana.  E quando chega, a pessoa está tão cansada e aborrecida que não o usufrui como poderia.

Que faria no fim de semana se não estivesse tão cansado?  Realmente iria ao bar beber, ficaria dormindo o dia inteiro,   ou preferiria viajar, praticar esportes, conviver com amigos e a  família…

Como administrar a qualidade de vida?

Como mudar esse círculo vicioso de jogar a vida fora esperando pelo fim?

Nossa vida é feita de escolhas. Desde a menor até a mais importante das nossas escolhas, todas influem no nosso destino. Nós estamos onde escolhemos estar.  Às vezes pode parecer contraditório afirmar que estamos numa situação ruim,  porque escolhemos estar lá. Mas foram as nossas escolhas que nos levaram a tal situação.

Se estivermos descontentes ou até infelizes, cabe a cada um alterar a sua realidade, fazendo novas escolhas de forma consciente e acertada.

Como fazer isso?

Buscar o auto-conhecimento. Só descobrindo quem realmente é, o que pensa e o que quer, pode optar. Isso é necessário, porque o ser humano está em constante crescimento e amadurecimento. As idéias, desejos e objetivos acompanham essa evolução.

Observar a situação e a realidade. Ler, atualizar-se, estudar. Buscar novas opções, pedir ajuda  e orientação.

E enquanto a nova fase não chegar, observe o que há de positivo na realidade atual e veja o que conseguiu  aprender com essa experiência.

Não espere pelo fim de semana, sua vida é importante a cada minuto. Viva intensamente e faça sua vida acontecer. Trabalhe, progrida, escolha uma profissão que o realize. Seja importante para você, sua família e o próximo.

Inês Hurtado O. Niero

 

Advertisements