Alzheimer: Qual é a realidade atual?

Escrito por Rafaela Vivirsalud.com

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que tem como conseqüência a deterioração cognitiva, assim como a mudança de comportamento.

Uma das características mais importantes é a perda progressiva da memória, da linguagem e da orientação.

De acordo com “Alzheimer’s Disease International“, um grupo mundial de associações que estuda a doença, o problema está crescendo cada vez mais rápido nos países com menor poder aquisitivo. Nesses países, existe pouca capacidade para diagnosticar ou ajudar as pessoas com demência. As estatísticas são alarmantes, em torno de 35,6 milhões de pessoas em todo o mundo serão portadores de demência em 2010. “Esta cifra quase se duplicará a cada 20 anos, a 65,7 milhões em 2030 e 115,4 milhões em 2050”.

Atualmente existem poucos tratamentos para essa doença. Os medicamentos reduzem alguns dos sintomas, mas ao longo do tempo, os afetados perdem a memória e a capacidade de compreender a realidade que os rodeia.

Por esse motivo, o relatório da “Alzheimer’s Disease International” inclui um pedido aos governos para declarar a demência como uma prioridade na saúde. Além de priorizar o desenvolvimento de estratégias com o objetivo de atender a população afetada por esse mal.

Advertisements